Morte de africano com febre hemorrágica põe saúde do Rio em alerta

Ir em baixo

Morte de africano com febre hemorrágica põe saúde do Rio em alerta

Mensagem por kurt em Ter Dez 02, 2008 2:58 pm

Um engenheiro sul-africano morreu na manhã desta terça-feira (2)
com suspeita de ter sido contaminado por um vírus conhecido como
arenavírus em um hospital na África do Sul. Segundo a Secretaria
municipal da Saúde do Rio, ele estava internado desde o final de
novembro em uma clínica particular no Humaitá, na Zona Sul.
Por medida de prevenção, 50 pessoas que tiveram contato com o
engenheiro sul-africano começam a ser monitoras a partir desta
quarta-feira (3) pelas Secretarias municipal e estadual de
Saúde. O Ministério da Saúde também vai acompanhar o caso. Todos
são funcionários da empresa onde o engenheiro deu o treinamento
e do hotel em que ficou hospedado.

Em nota oficial, o Ministério da Saúde informou que a morte do
engenheiro já está sendo investigada. Laboratórios da Fundação
Oswaldo Cruz (Fiocruz) realizarão exames em amostras de sangue
do paciente. Já estão descartados os diagnósticos de dengue,
malária e ebola.

O Ministério da Saúde comunicou o caso à
Organização Pan Americana da Saúde (Opas), assim como as medidas
adotadas. O Consulado da África do Sul, no Rio de Janeiro,
também foi contatado para as providências de translado do corpo.



Arenavírus

O arenavírus é transmitido pela urina ou fezes de um rato
contaminado. Ele causa febre alta, calafrios, cansaço,
vermelhidão no corpo e pode provocar sangramento. Uma pessoa
contaminada pode transmitir a doença também pela urina e por
outras secreções, como saliva, suor, além de sangue.

De acordo com especialistas, a transmissão só
acontece depois que os sintomas se manifestam. No caso do
engenheiro, dois dias depois que chegou ao Rio. Durante o
período de incubação, em torno de 20 dias, não há risco de contaminação.

O engenheiro, cujo nome não foi divulgado, chegou
ao Rio de Janeiro no final de novembro. Ele saiu da África do
Sul no dia 22 de novembro, e desembarcou em São Paulo no dia
seguinte, onde entrou em outro avião com destino ao Rio. Segundo
a Infraero, o único vôo que vem do país é o SA222.

A viagem era de negócios. Nos dias 25 e 26 de
novembro o engenheiro deu um treinamento para cinco pessoas que
trabalham numa prestadora de serviços para o setor de energia
elétrica, na Barra da Tijuca, Zona Oeste.

No dia seguinte, segundo a Secretaria municipal de
Saúde, ele procurou um hospital particular da região com febre
alta, dores na garganta e no corpo. Ele foi medicado e depois
liberado. No dia 28, ele voltou ao hospital e foi internado. No
entanto, por falta de vagas, ele teve que ser transferido para
uma clínica no Humaitá.



Quatro pessoas morreram em hospital sulafricano

Ainda de acordo com a Secretaria municipal de Saúde, o engenheiro
teria sido contaminado antes de embarcar para o Brasil, quando
estava internado em um hospital na África do Sul. Pelo menos
quatro pessoas morreram no hospital infectadas pelo vírus. Uma
pessoa ainda está em tratamento.

A Secretaria informou que, até agora, nunca foi
registrado um caso do vírus no Brasil. Amostras de sangue do
engenheiro foram levados para o Instituto Adolfo Lutz, em São
Paulo, onde serão analisadas. Também será investigada a
possibilidade de ele ter sido vítima de outra doença.
avatar
kurt
Designer
Designer

Masculino Número de Mensagens : 237
Idade : 22
Localização : sao paulo
Emprego/lazer : internet
Humor : brazileiro
Data de inscrição : 19/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de africano com febre hemorrágica põe saúde do Rio em alerta

Mensagem por Bruno em Ter Dez 02, 2008 4:30 pm

Vlw Pela Noticia

_________________
avatar
Bruno
Administrador
Administrador

Masculino Número de Mensagens : 1033
Idade : -12
Localização : sp
Emprego/lazer : Forum
Humor : Feliz
. :
Data de inscrição : 08/11/2008

http://www.orkut.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum